RCN12
Planalto Studio
Publicite

MPLA diz que "a democracia não se mede pelo número de candidaturas que se apresentam a um cargo"

O presidente do Grupo Parlamentar do MPLA, Virgílio de Fontes Pereira, disse sábado, em cabinda, que "A democracia não se mede pelo número de candidaturas que se apresentam a um cargo", para Virgílio de Fontes Pereira a democracia interna do MPLA é medida, no dia-a-dia, no modo como os militantes interagem na discussão dos problemas, em que todos têm a liberdade de exprimir o seu ponto de vista, sejam eles correctos ou incorrectos e oportunos ou inoportunos.

Por Isaac Sócrates em 18/10/2021 às 13:47:01
MPLA diz que "a democracia não se mede pelo número de candidaturas que se apresentam a um cargo

MPLA diz que "a democracia não se mede pelo número de candidaturas que se apresentam a um cargo"

"Isto é que é o ambiente da democracia, onde cada um tem a possibilidade de exprimir os seus pontos de vista", disse, em referência ao ambiente positivo em que decorreram os trabalhos da 11ª sessão plenária ordinária do Comité provincial, onde os militantes propuseram as suas ideias e críticas de forma livre e aberta.

Virgílio de fonte pereira, que discursava na cerimónia de encerramento da 11ª sessão ordinária do Comité Provincial do partido, na qualidade de chefe do grupo de acompanhamento do Secretariado do Bureau Político do MPLA para a província de Cabinda, afirmou que os afirmou que os "detractores colocam ideias de confusão, nas redes sociais, para testar se, de facto, o MPLA é ou não um partido democrático, em função do número de candidaturas que se apresentam a um cargo".

Para o político "não se pode reduzir a democracia ao momento de se apresentar uma ou duas candidaturas". "Todos temos o direito de sermos candidatos, mas a própria iniciativa da promoção de uma candidatura é um acto de enorme responsabilidade individual", alertou.



Comunicar erro
Restaurante

Comentários

Banner_Animado_Planalto_Studio