RCN12
Planalto Studio
Publicite

Jovens invadem cemit√©rios no Lubango para melhorar as condi√ß√Ķes de vida com pr√°ticas indecorosas

O segurança do cemitério do alto Nambambe, Fernando Titi, localizado no Lubango, Província da Huila, denunciou recentemente a invasão do cemitério por parte de alguns jovens que supostamente destroem as campas para retirar ossadas para práticas obscuras.

Por Teresa Cabari em 29/09/2021 às 12:18:41
jovens invadem cemitérios no Lubango para melhorar as condições de vida com práticas indecorosas

jovens invadem cemitérios no Lubango para melhorar as condições de vida com práticas indecorosas

O protec√ß√£o física explica à Camunda News que os jovens invadem o cemitério diariamente para pr√°ticas misteriosas a partir das 15 horas, e que dentro do cemitério encontra-se v√°rias campas destruídas e invadidas.

"N√£o sei se fazem a noite ou muito cedo porque eu tenho que sair daqui as 15 horas e aqui j√° enche com os mo√ßos que sentam em baixo das √°rvores". Explicou o seguran√ßa do cemitério

"Andando pelo caminho voc√™ encontra metades de esqueletos, uma coisa que n√£o entra muito bem no juízo de um ser humano". Acrescentou

Depois da denúncia feita, o comando provincial da policia nacional na Huila, procedeu com as devidas investiga√ß√Ķes tendo resultado na deten√ß√£o de um jovem de 18 anos de idade encontrado em sua posse um cr√Ęnio que seria usado supostamente para dar-lhe fama no mundo musical que tanto almeja.

Em declara√ß√Ķes à Camunda, o porta-voz da policia na Huila, José Tchimuco, explica que o jovem dedica-se à musica e diz almejar ter sucessos na carreira.

"O jovem dedica-se à música, diz ser músico e almeja ter sucesso no mundo da música. Para o efeito ter√° recebi orienta√ß√Ķes que para alcan√ßar o sucesso era necess√°rio que cumprisse alguns rituais, entre os quais, ter em sua posse um cr√Ęnio para, digamos, actividades ocultas". Explicou o porta-voz

O jovem acusado que foi encontrado com o cr√Ęnio debaixo da almofada pela sua família, explica que tirou o Cr√Ęnio humano perto do Cemitério, mas diz fazer na inoc√™ncia sem estar cientes das acusa√ß√Ķes.

"Tirei ao lado do cemitério, tem uma lixeira, a 10 metros antes da estrada. Na verdade eu n√£o sabia que tendo aquilo iam me acusar de ser feiticeiro". Explicou

"Na verdade eu queria ser famoso, mas eu n√£o fiz isso por fama, do jeito que o senhor est√° a falar". Acrescentou

No entanto, o soba da regi√£o, Daniel de Sousa, afirmou que pr√°ticas do género tem sido comum naquela localidade sobretudo pelos jovens que buscam melhorar as suas vidas com algumas pr√°ticas ligadas ao obscurantismo.

"Na maioria das vezes bebem sangue de gato, em algumas situa√ß√Ķes difíceis fazem algumas ora√ß√Ķes tipo igreja mais n√£o é. S√£o rituais muito complicado". Disse

No entanto, o pai que perdeu seu filho de apenas 15 anos de idade com a ansia de melhorar a vida da sua família para esse mundo, contou que o grupo de praticantes tem um chefe que os alicia dizendo que ficariam ricos.

"A orienta√ß√£o que eles tinham do chefe deles de grupo é que v√£o ser ricos, empres√°rios, v√£o conseguir ir em qualquer país, em 24 horas. E assim, como consequ√™ncia disso, perdi o meu filho de 15 anos"

Fonte: Camunda News

Comunicar erro
Restaurante

Coment√°rios

Banner_Animado_Planalto_Studio