RCN12
Planalto Studio
Publicite

Hospital da Matala sem ambul√Ęncia para transportar pacientes

O hospital geral da Matala, prov√≠ncia da Huila, regista um d√©fice de ambul√Ęncias para o transporte dos pacientes em estado graves que precisem de uma transfer√™ncia hospitalar e conta apenas com 15 m√©dicos em servi√ßo para atender paciente de mais de tr√™s munic√≠pios naquela prov√≠ncia.

Por Teresa Cabari em 28/09/2021 às 12:49:40
Hospital da Matala sem ambulância para transportar pacientes

Hospital da Matala sem ambulância para transportar pacientes

Em declara√ß√Ķes à imprensa, o director municipal da saúde, Feliciano Tomé, diz ser é uma situa√ß√£o muito difícil para o hospital, sobretudo para os paciente, visto que o hospital recebe pacientes vindo de v√°rios municípios da província e regista um défice de técnicos de saúde para ajudar a colmatar est√° situa√ß√£o.

"Nós temos um hospital de refer√™ncia que é o hospital geral, que recebe doentes transferidos do município da Jamba, do Kuvango, de Chicombo e de Kipungo, e estar sem meio de transporte para os doentes é muito difícil visto que o hospital tem um défice de recursos humanos, entre eles especialista e tem constituído um grande problema na evacua√ß√£o dos doentes". Disse o Director, Feliciano Tomé

A falta de transportes ambulatórios j√° se regista h√° algum tempo, visto que os que l√° tinha encontram-se actualmente avariadas, facto este que tem dificultado o servi√ßo dos técnicos de saúde que t√™m tentado salvar a vida daqueles pacientes em estado grave que muitas vezes por falta de meios chegam mesmo a falecer.

Feliciano Tomé, explica que a situa√ß√£o é mais grave do que parece e que muitas vezes s√£o obrigados a contar com a ajuda dos familiares para transportarem os seus pacientes.

"As vezes contamos com o apoio mesmo dos familiares, as vezes transferimos com carrinhas que servem para apoios administrativos, temos que transferir o doente, o importante é chegar onde deve ser prestado a aten√ß√£o médica especializada".

Por sua vez, o director geral da referida unidade hospitalar, Eloísio Tchili, afirma que o referido hospital só funciona com 31 por cento da capacidade hospitalar instalada no local.

"Da capacidade hospitalar, só funciona 31% que s√£o cerca de 130 trabalhadores quando deviam ser 316. Falar de médicos, é outro calcanhar, o hospital tem apenas 15 médicos, dos quais 2 especialistas, 1 pediatra e 2 génico-obstetra ". Afirmou o médico

O hospital geral da Matala é a segunda maior unidade sanit√°ria da província da Huila e enfrenta v√°rios problemas no atendimento à demanda. Atende cerca de 100 pacientes di√°rios e dos 15 médicos citados, apenas cinco est√£o a trabalhar.

Eloisio Tchili lamenta o estado em que os mesmos trabalham e fala da subcarga em que estão exposto para dar solução as enfermidades dos cidadãos.

"É muito pesado, porque quando um médico devia atender por exemplo consultas externas o que s√£o recomend√°veis 10 pacientes, o médico acaba atendendo acima de 30 pacientes por dia e sozinho e depois tem que atender os doentes internados".

Fonte: Camunda News

Comunicar erro
Restaurante

Coment√°rios

Banner_Animado_Planalto_Studio