RCN12
Planalto Studio
Publicite

Ministério da Educação vai identificar Professores que auferem salários sem trabalhar

A Ministra da Educação, Luísa Grilo, informou recentemente que o Ministério que tutela vai levar a cabo, em breve, um trabalho para identificar professores que auferem salários, mesmo sem terem em posse horários nem responsabilidades com qualquer actividade lectiva ou de coordenação.

Por Isaac Sócrates em 24/09/2021 às 09:27:30

Luísa Grilo, que falava durante uma actividade de campo, na companhia da governadora de Luanda, Ana Paula de Carvalho, considerou essa problem√°tica de professores sem hor√°rios como uma das principais preocupa√ß√Ķes do sector da educa√ß√£o.

A ministra fez saber que apesar desses professores n√£o disporem de hor√°rios, mas ganharem sal√°rios como docentes, os referidos agentes representam um grande encargo para o Ministério da Educa√ß√£o.

A governante avan√ßou que a ideia é trabalhar para a diminui√ß√£o do número de alunos por professor, daí a necessidade de termos mais docentes presentes e comprometidos nas salas de aula, de forma a melhorar a qualidade do desempenho de cada um.

Luísa Grilo salientou ainda que a visita a escolas de Luanda serviu, também, para avaliar as estruturas e disparidades que existem, com vista a ultrapassar as dificuldades do ensino a nível da capital do país, no sentido de melhorar a qualidade do servi√ßo educacional.

A ministra da Educa√ß√£o considerou, ainda, que Luanda é das regi√Ķes que mais preocupam o sector, apesar de ser territorialmente menor em rela√ß√£o às outras províncias, mas tem uma popula√ß√£o enorme, o que a torna muito complexa do ponto de vista organizacional para o funcionamento das institui√ß√Ķes de ensino.

"Esperamos que Luanda seja uma refer√™ncia do ponto de vista da educa√ß√£o e acredito que, com esfor√ßo de todos afectos à província, podemos mudar o quadro, o conceito e a imagem que se tem da educa√ß√£o em Angola", disse a ministra.

De real√ßar que é um trabalho conjunto de 3 dias que a ministra est√° a realizar com a governadora da província de luanda, Ana Paula de Carvalho, para avaliar as condi√ß√Ķes das infra-estruturas, acomoda√ß√£o dos alunos por sala, medidas de biosseguran√ßa e de higiene, bem como para corrigir algumas quest√Ķes pontuais.

Até ontem, j√° foram visitados estabelecimentos de ensino dos municípios de Luanda, Cazenga, Viana, Talatona e Belas.

Comunicar erro
Restaurante

Coment√°rios

Banner_Animado_Planalto_Studio