RCN12
Planalto Studio
Publicite

Criança de 10 anos com o Intestino fora da barriga clama por ajuda para uma operação

Um menino de 10 anos de idade, conhecido como Cândido João Kifuanda encontra-se a dois anos com o drama de ter o intestino fora da barriga clama por ajuda para que se faça uma operação de modo a estar livre do sofrimento que tem estado a enfrentar e que lhe priva de aproveitar a liberdade de ser criança.

Por Teresa Cabari em 08/09/2021 às 14:42:32
Criança de 10 anos com o Intestino fora da barriga clama por ajuda para uma operação

Criança de 10 anos com o Intestino fora da barriga clama por ajuda para uma operação

Em declarações à Camunda News, a mãe do pequeno Cândido, Maria Teca Machadi, explica que a situação do menino começou a dois anos, pouco tempo depois da morte do seu marido, segundo a mesma, tudo começou quando o pequeno Cândido queixou-se de pequenas dores na barriga, após ter sido analisado tendo como diagnosticado inicial uma febre Tifoide, que pouco tempo depois veio a se verificar uma rotura na região do intestino.

Maria Teca Machadi, viúva e mãe de seis, explica que o menino Cândido foi diagnosticado com duas roturas no intestino grosso, e que depois de uma intervenção cirúrgica, os médicos optaram em tirar o intestino grosso da barriga para fora, de modo a auxiliá-lo na hora de fazer as suas necessidades fisiológicas.

"Foi umas febres e depois disseram que é febre Tifoide ultrapassada que originou que ele ficasse com esse colostomia. Primeiro fomos ao hospital do progresso, fizemos a medicação mas não resultou, a barriga do menino começou a inflamar, depois da inflamação fomos à uma clinica que nos evacuou no David Bernardino, onde disseram que furou o intestino e tinha dois furos no intestinos e teve que ir ao bloco e ficou com essa colostomia, mas o tempo da colostomia já está a dois anos, está a me preocupar porque ele é criança quer correr, quer brincar e não consegue." disse a mãe do menino

A viúva que tem sofrido com a situação da criança, afirmou aos nossos repórteres que uma das suas dificuldades além da falta de meios financeiros para uma intervenção cirúrgica rápida, está também nos custos diários que a mesma tem tido para os cuidados do pequeno Cândido.

"Estou com esse menino já a dois anos com o intestino fora e não tenho ajuda para fazer as analises e medicação dele para ver se volta de novo a outra cirurgia."

"A embalagem de descartável só faz três dias, não estou a trabalhar, deixei de trabalhar, não estou a aguentar mesmo porque eu sou viúva e o menino é órfão. Tenho muita dificuldade que passo com essa criança". Lamentou a dona Maria Teca

No entanto, o pequeno Cândido Kifuanda ciente da sua triste situação e das limitações, aproveitou o microfone da Camunda News para lamentar e explicar a situação que tem estado a passar.

"Não posso ficar lá fora, vejo os meus amigos também a brincar e não posso, tento lhes chamar para brincar comigo aqui em casa, as vezes eles não aceitam, e fico aqui sozinho, porque estou doente, com o intestino fora. "Lamentou a criança

"As vezes anda a me doer, as vezes queima, compram pomada, as vezes pomada não tem, fico assim…Quero ficar melhor, voltar a brincar com os meus amigos e começar a estudar bem" Acrescentou ele.

Entretanto, a Camunda News tem estado a procurar meios para que possam ajudar a criança, e felizmente houve a disponibilidade de um médico que preferimos não identificar, residente na província do Huambo que pede que a família se desloque até aquela província, porém, a familiar afirma estar sem condições financeiras para custear a viagem e hospedagem.

Fonte: Camunda News

Comunicar erro
Restaurante

Comentários

Banner_Animado_Planalto_Studio