RCN12
Planalto Studio
Publicite

PGR apreende imóveis na Huila

No √Ęmbito da operação "Caranguejo", a Procuradoria-geral da Rep√ļblica apreendeu, esta semana, 13 im√≥veis nos munic√≠pios do Lubango, Humpata, Cacula e Caluquembe, na prov√≠ncia da Hu√≠la, supostamente ligados a oficiais arrolados ao caso "Major Lussaty".

Por Isaac Sócrates em 30/07/2021 às 06:48:59
PGR apreende imóveis na Huila

PGR apreende imóveis na Huila

Uma fonte ligada à PGR confirmou à Camunda News, que a procuradoria enviou alguns agentes da referida instituição a fim de avançar com as dilig√™ncias e dar sequ√™ncia a referida operação que teve início no passado m√™s de Junho que tem como destaque a detenção do major Pedro Lussaty, antigo chefe da banda musical da Casa de Segurança presidencial.

As detenções ocorreram na sequ√™ncia de uma investigação conjunta liderada por uma comissão de serviço integrada pela Direcção Nacional de Investigação Penal, Serviço de Investigação Criminal, Serviço de Recuperação de Activos, Procuradoria Geral da República e Serviço de Intelig√™ncia Militar.

A nossa fonte, ligada à PGR, não avançou dados sobre os supostos imóveis apreendidos por este não ter informações suficientes ou detalhadas sobre o caso. Porém, alguns órgãos de informação afirmam que além dos imóveis acima citados, a procuradoria também apreendeu tr√™s tractores e suas alfaias, 142 cabeças de gado bovino, 50 caprinos, tr√™s moagens e uma viatura compactadora.

No entanto, a R√°dio Nacional de Angola cita o major Pedro Lussaty, como um dos rostos mais visíveis da operação, actualmente detido, o coronel José Ricardo Tchiwana, Luís Simão Ernesto e o coronel Jacinto Ingombe como sendo os detentores dos referidos bens.

A comissão de serviço é chefiada pelo procurador Arlindo de Carvalho que trabalha na Huíla h√° uma semana, tendo a acção decorrida mediante um mandado de revista, busca e apreensão exarado pela Procuradoria Geral da República.

De referir que essa é a primeira apreensão de bens supostamente ilícitos na Huíla no quadro do combate à corrupção.

Fonte: Camunda News

Comunicar erro
Restaurante

Coment√°rios

Banner_Animado_Planalto_Studio