RCN12
Planalto Studio
Publicite

Isabel dos Santos est√° derrotada mas ainda n√£o foi vencida

O participação indirecta da Sonangol na Galp Energia, continua a provocar derrotas jurídicas a Isabel dos Santos na Holanda, mas a empresária, que é parceira da Sonangol na Galp Energia através de uma empresa da Esperaza Holding, a Exem Energy, ainda não atirou a toalha ao chão.

Por João Alberto em 29/06/2021 às 16:51:11

A Exem Energy, empresa controlada por Isabel dos Santos e que tinha como accionista o seu falecido marido, Sindika Dokolo, perdeu uma ac√ß√£o na justi√ßa holandesa na qual reclamava o afastamento do administrador judicial indicado para a Esperaza Holding, empresa que junta a Exem e a petrolífera Sonangol e que tem uma participa√ß√£o indireta na Galp Energia, a empresa portuguesa.

A Exem veio reclamar a 21 de Maio o afastamento de Camilo Schutte como administrador judicial da Esperaza Holding, numa tentativa de invalidar o relatório elaborado por Schutte que dava suporte às pretens√Ķes do Estado angolano de afastar a Exem e Isabel dos Santos da Esperaza, dando à Sonangol o controlo exclusivo desta empresa, que detém 45% da Amorim Energia, sociedade que por seu turno controla 33,34% da Galp, escreve o Expresso. Schutte elaborou um relatório, que levou à Justi√ßa holandesa, em que considera que o acordo para a compra de 6% da Galp pela Exem é nulo.

O administrador judicial concluiu ainda que a Sonangol é o único benefici√°rio legítimo da Esperaza (cuja participa√ß√£o indireta na Galp é de 15%, dos quais até hoje 9% eram atribuídos à Sonangol e 6% a Isabel dos Santos).

O administrador da Esperaza sublinhou no seu relatório que o acordo de 2006 permitiu à Exem assegurar uma participa√ß√£o de 40% na Esperaza que valia 115 milh√Ķes de euros, pagando somente 75 milh√Ķes (dos quais 11 milh√Ķes à cabe√ßa e o remanescente de forma diferida).

O mesmo respons√°vel refere que "esta transfer√™ncia de activos públicos [da Sonangol] para familiares do ex-presidente de Angola através de uma transa√ß√£o que foi escondida do público e que implica a transfer√™ncia de activos estatais de elevado valor para a sua esfera particular, em troca de uma avalia√ß√£o economicamente irrealista, evidencia que a transa√ß√£o da Exem é, em si mesma, ou faz parte de um acto de corrup√ß√£o e um esquema de branqueamento de capitais".

Comunicar erro
Restaurante

Coment√°rios

Banner_Animado_Planalto_Studio