RCN12
Planalto Studio
Publicite

Governo Provincial repudia actos de vandalização e destruição dos meios de recolha de lixo

O Governo Províncial de Luanda repudiou, nesta quarta-feira, os actos de vandalização e destruição de bens móveis integrados no sistema de limpeza pública e gestão de resíduos sólidos em alguns municípios.

Por Teresa Cabari em 09/06/2021 às 12:40:23
Governo Provincial repudia actos de vandalização e destruição dos meios de recolha de lixo

Governo Provincial repudia actos de vandalização e destruição dos meios de recolha de lixo

De acordo com uma nota do referido governo citado pela Angop, refere que, nos últimos tempos, a província de Luanda tem observado comportamentos de vandalização e destruição de bens que compreendem o universo de bens móveis integrados no sistema de limpeza púbica e gestão de resíduos sólidos.

Os móveis vandalizados e destruídos pelos munícipes, referem-se aos das empresas responsáveis pela recolha de lixo e resíduos sólidos em Luanda, nomeadamente a Elisal, Chay-Chay e Envirobac.

Na nota, o Governo Provincial explica que "as denúncias públicas feitas pelos responsáveis destas empresas, por via das redes sociais e de alguns órgãos de comunicação social, não deixaram o GPL indiferente em relação ao assunto, que considera bastante preocupante".

Um dos episódios, segundo conta a Angop, ocorreu há Há uma semana, quando dois camiões de recolha de resíduos sólidos, da Empresa de Limpeza e Saneamento de Luanda (Elisal) e de outras operadoras, foram atacados de madrugada por populares, no bairro dos Mulenvos, nas imediações do município de Cacuaco.

O Governo da Província de Luanda apela aos munícipes a denunciarem a prática de tais actos, e a recorrer à Polícia Nacional, aos Serviços de Investigação Criminal e aos serviços de fiscalização das administrações municipais para efeito de abertura de competentes processos de responsabilidade administrativa, civil e criminal dos seus agentes.

Outro episódio, referenciou a Angop, aconteceu quando os camiões se dirigiam ao Aterro Sanitário para o depósito do lixo e um grupo de jovens barricou a rua, arremessando pedras e garrafas com combustível às viaturas, provocando ferimentos ligeiros aos motoristas e danos materiais aos carros.

Fonte: Camunda News

Comunicar erro
Restaurante

Comentários

Banner_Animado_Planalto_Studio