RCN12
Planalto Studio
Publicite

Higino Carneiro e a suposta captura de Nito Alves no «27 de Maio»

No livro que lançou nesta quinta-feira, 03, em Luanda, com o titulo «Memorias, Soldado da Pátria», o general Higino Carneiro revela que teve uma intervenc?a?o directa no desmantelamento da tentativa de golpe de Estado do «27 de Maio», nas instalac?o?es da RNA.

Por Ilídio Manuel em 04/06/2021 às 15:44:56
Higino Carneiro e a suposta captura de Nito Alves no «27 de Maio»

Higino Carneiro e a suposta captura de Nito Alves no «27 de Maio»

Segundo ele, foi o comandante Onambwe, a época o segundo homem na hierarquia da DISA, foi quem coordenou a intervenção o militar na tomada daquela estação de radio. «Coordenou esta nossa intervenção o militar, muito oportuna, o comandante Onambwe. E certo que a onda de violência dos golpistas forçou a que se realizassem operações para perseguir e capturar os responsáveis da intentona».
Na?o sei se o livro faz referência a intervenção militar cubana na tomada das mesmas instalações onde, segundo varias testemunhas, muitos manifestantes desarmados foram mortos pelos defensores do templo.

Na obra, o autor diz que tinha sido participado na captura de Nito de Alves na regia?o do Piri. «Eu fui enviado para a região de Quibaxe, onde instalei o meu Posto de Comando na Estalagem, na vila do Piri. Juntou-se a mim, dias depois, o comandante Margoso, vindo do Uíge. Pouco tempo depois, capturamos Nito Alves, que depois conduzimos sob prisão a Luanda».

Sobre a captura de Nito Alves, ha um «mistério» que perdura ha décadas, no qual as versões se cruzam, sendo uma delas de que o chefe dos golpistas, após o fracasso da intentona, escondera-se na embaixada da extinta URSS (Unia?o das Republicas Socialistas de Rússia) e que tera sido o próprio embaixador daquela pais a entrega-lo as força as militares angolanas, sob pressa o do Governo.
Na linha dessa versa?o, o cenário da captura de Nito Alves no Piri, depois de ter sido descoberto numa árvore, terá sido montado para afastar o suposto envolvimento da Rússia no golpe de Estado.

Verdade ou mentira, o facto e que Agostinho Neto na ressaca do «27 de Maio» fizera um pronunciamento em termos pouco simpáticos direccionados a Moscovo e o embaixador daquele pais em Angola viu-se «forçado» pouco dias depois a arrumar as malas de regresso ao seu pais

Fonte: Camunda News

Comunicar erro
Restaurante

Comentários

Banner_Animado_Planalto_Studio