RCN12
Planalto Studio

Em Portugal| José Sócrates julgado por branqueamento de capitais

O juiz Ivo Rosa que considerou ao início da tarde desta sexta-feira, 9, nulas as escutas que migraram do processo "Face Oculta para a Operação Marquês" por não terem obedecido à "tramitação legal", determinou que o antigo Primeiro-ministro português, José Sócrates, deverá responder por três crimes de branqueamento de capitais e três de falsificação de documento.

Por Redacção em 09/04/2021 às 14:40:53
José Sócrates, ex-Primeiro-ministro português

José Sócrates, ex-Primeiro-ministro português

O empresário Carlos Santos Silva será julgado pelos mesmos crimes. Já o banqueiro Ricardo Salgado será julgado por três crimes de abuso de confiança e Armando Vara por um crime de branqueamento de capitais.

Entretanto, nenhum dos réus será julgado por corrupção como inicialmente pretendia a acusação.

José Sócrates, ex-Primeiro-ministro português já reagiu à decisão do juiz Ivo Rosa, tendo enfatizado que os crimes pelos quais foi detido e preso preventivamente caíram.

"Todas as grandes mentiras da acusação caíram, difamaram durante sete anos um inocente. Não ficou nada de pé, tudo ruiu. Vou-me defender dos crimes de branqueamento", disse o antigo governante, para quem a acusação tinha "uma motivação política".

Fonte: CamundaNews

Comunicar erro
Restaurante

Comentários

Banner_Animado_Planalto_Studio