RCN12
Planalto Studio

UNITA pondera levar TV Zimbo a tribunal

Organiza√ß√£o pol√≠tica fundada por Jonas Savimbi diz que a "falsidade e a hostilidade da TV Zimbo" em rela√ß√£o à direc√ß√£o do partido e em particular a seu presidente s√£o recorrentes.

Por Antunes Zongo em 04/03/2021 às 07:19:01
Presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior

Presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior

A UNITA, maior partido na oposição em Angola, acusa a TV Zimbo de "falsidade e hostilidade", e em face disso, ameaça levar a referida televisão de Talatona aos tribunais.

A informa√ß√£o consta de um comunicado do partido, publicado na p√°gina oficial de Adalberto Costa Júnior, presidente daquela organiza√ß√£o política. No documento, o partido do Galo Negro sublinha que a "falsidade e a hostilidade da TV Zimbo em rela√ß√£o à UNITA s√£o recorrentes".

O presente comunicado da UNITA foi lavrado com o objectivo de esclarecer sobre o que se ter√° passado entre os repórteres da TV Zimbo e o presidente da UNITA, no dia 2 deste m√™s, quando em confer√™ncia de imprensa, Adalberto Costa Júnior reagia ao anúncio do Presidente da República que manifestou seu interesse em promover uma altera√ß√£o pontual da Constitui√ß√£o da República.

Na noite desse dia, no seu espa√ßo noticioso, a TV Zimbo informou que seus repórteres foram impedidos de cobrir o evento pelo próprio presidente da UNITA. Em resposta, o 'Galo Negro' esclarece no comunicado que viemos a citar, que a equipa de reportagem da TV Zimbo chegou ao local 30 minutos depois do evento ter terminado.

E na tentativa de obter algum registo do que se disse na confer√™ncia, a equipa da Zimbo procurou fazer com que Adalberto Costa Júnior lesse a declara√ß√£o para as suas c√Ęmeras, mas o presidente da UNITA condicionou essa possibilidade com a garantia de que as suas declara√ß√Ķes seriam passadas na íntegra.

Entretanto, a exig√™ncia de Adalberto Costa Júnior, segundo o comunicado, foi recusada pela direc√ß√£o da TV Zimbo.

Face ao sucedido, a direc√ß√£o da UNITA advoga que a referida televis√£o privada, agora sob gest√£o do Estado, por conta de um arresto, incorreu em "crime de falsidade ao noticiar uma mentira aos seus respeit√°veis telespectadores, segundo a qual foi impedida", l√™-se no comunicado daquela organiza√ß√£o política, fundada por Jonas Savimbi.

Fonte: Camunda News

Comunicar erro
Restaurante

Coment√°rios

Banner_Animado_Planalto_Studio