RCN12
Planalto Studio

Promotores da manifesta√ß√£o de 21 de Novembro pedem abertura de oito inqu√©ritos à PGR

Os promotores da manifesta√ß√£o marcada para s√°bado, 21 de Novembro, escreveram ao Procurador-Geral da Rep√ļblica de Angola, pedindo a abertura de oito inqu√©ritos para apurar a responsabilidade civil e criminal por enriquecimento il√≠cito de v√°rios agentes p√ļblicos.

Por Horácio Bapolo em 19/11/2020 às 13:23:20
Organizadores da manifestação marcada para 21 de Novembro apelam à PGR a abertura de oito inquéritos

Organizadores da manifestação marcada para 21 de Novembro apelam à PGR a abertura de oito inquéritos

Na carta a que a CamundaNews teve acesso, os cinco organizadores pedem a Hélder Pitta Grós que investigue o crime de associa√ß√£o criminosa praticada pela direc√ß√£o do MPLA ent√£o liderada por José Eduardo dos Santos, e que também na qualidade de ent√£o Presidente da República, de acordo com a carta, institucionalizou a política de acumula√ß√£o primitiva de capital" que se traduziu na pr√°tica de crimes de corrup√ß√£o.

Nova manifestação em Luanda marcada para sábado | Portal de Angola

No referido documento, também o actual Presidente da República é visado, j√° que a carta pede a PGR que investigue "a maneira como Jo√£o Louren√ßo se tornou num dos donos do Banco Sol e do Banco Angolano de Investimento", bem como a responsabilidade civil e criminal do seu chefe de gabinete, Edeltrudes Costa, com base nas denúncias de enriquecimento ilícito feitas pela televis√£o portuguesa, TVI.

Os promotores da manifesta√ß√£o de 21 de Novembro querem também apurar as responsabilidades de outros homens fortes do regime de José Eduardo dos Santos, os generais Leopoldino Fragoso do Nascimento "Dino" e Helder Vieira Dias "Kopelipa", bem como Manuel Vicente, ex-vice-Presidente da República e ex-presidente da Sonangol, na cria√ß√£o e contrata√ß√£o da empresa Trafigura pelo Estado angolano.

A intermedi√°ria de matérias-primas, baseada em Singapura, fornecia a Angola praticamente todo o gasóleo e gasolina de que o país precisava, até perder este monopólio depois de Jo√£o Louren√ßo ascender ao poder em 2017.

H√° mais governantes que devem ser inqueridos, de acordo com os académicos promotores da manifesta√ß√£o do dia 21 de Novembro, e s√£o os donos da construtora Omatapalo "que eram agentes públicos no momento da sua constitui√ß√£o e nessa condi√ß√£o fizeram negócios com o Estado" e dos sócios do Estado na Unitel, operadora de telecomunica√ß√Ķes que era controlada por Isabel dos Santos, filha do ex-p,residente angolano José Eduardo dos Santos.

Por último, solicitam uma investiga√ß√£o para apurar a responsabilidade civil e criminal do actual presidente da Comiss√£o Nacional Eleitoral, Manuel Pereira da Silva "Manico", cuja escolha foi contestada pela oposi√ß√£o angolana.

A manifesta√ß√£o do próximo s√°bado, convocada por Fernando Macedo, Helena Vitória Pereira, Leandro Freire, Muata Sebasti√£o e Laura Macedo, visa protestar contra a corrup√ß√£o e impunidade política.

Fonte: Camunda News

Comunicar erro
Restaurante

Coment√°rios

Banner_Animado_Planalto_Studio