RCN12
Planalto Studio

Sinprof manifesta-se contra o reinício das aulas

O Sindicato Nacional dos Professores manifesta-se contra o reinício das aulas, que de acordo com o programa do Governo, deverá ocorrer no dia 5 de Outubro.

Por Administrador em 01/10/2020 às 07:50:36
Sinprof contra reinício das aulas

Sinprof contra reinício das aulas

Em comunicado a que a Camunda News teve acesso, o sindicato dos professores justifica a posição pelo facto de o Executivo não ter conseguido criar as condições necessárias para garantir a segurança dos alunos e professores face à pandemia da Covid-19.

No documento, o Sinprof explica ter visitado um total de 299 escolas do IIº ciclo do ensino secundário, e constatou que apenas 22% do total das escolas visitadas têm mínimas condições criadas para o retorno às aulas. Para o I ciclo do ensino secundário foram visitadas 345 escolas e destas apenas 4,9% estão em condições. Quanto ao ensino primário, destaca o comunicado, das 602 escolas visitadas, apenas 3% destas estão em condições para o retorno às aulas.

"A maioria das escolas visitadas não possui materiais de biossegurança (água, álcool em gel, detergentes) e as poucas que possuem, sobretudo os detergentes, não permitem a sua sustentabilidade para mais de uma semana", lê-se.

O Sinprof explica ainda que na Província do Uíge, por exemplo, há uma escola primária na localidade do Mbemba Ngango com 25 sala de aulas e 4.000 alunos, que terá beneficiado apenas de um tambor adaptado para desinfecçao das mãos, 4 barras de sabão, 2 pacotes de omo e um litro de lixívia".

"O Sinprof não é favorável ao retorno às aulas nas condições em que se encontra, infelizmente a maioria das escolas do país, por entender que a escola enquanto espaço de convivência deve ser adaptada ao contexto vigente para melhor cumprir coma sua função social", lê-se no documento.

Fonte: Camunda News

Comunicar erro
Restaurante

Comentários

Banner_Animado_Planalto_Studio