RCN12
Planalto Studio
Publicite

Em liberdade os 12 activistas detidos nas últimas semanas

Os 12 activistas acusados de disseminação de vídeos que "semeiam a insegurança, o ódio e o pânico" foram libertados. Movimento pela Verdade Eleitoral adianta que quase não há activistas detidos.

Por CSP em 28/09/2022 às 13:55:02
DR

DR

Os 12 activistas que foram detidos nas últimas semanas por alegadamente terem espalhado vídeos e fotografias passíveis de semear insegurança e perigar a estabilidade social no país, estão em liberdade.

O tema preocupava elementos da sociedade civil e partidos políticos, nomeadamente a UNITA/Frente Patriótica Unida (FPU) que assinalou que tinha como prioridade a libertação de todos aqueles que estavam pesos por delitos de opinião.

Sabe-se que os 12 activistas foram, entretanto, libertados. Mas, e de acordo com uma fonte citada pela DW África, Luther King e Tanaece Neutro continuam presos no Hospital Prisão de São Paulo, porque, consideram as autoridades, as suas motivações políticas são diversas. Os activistas têm julgamento marcado para o início do mês de Outubro.

O Grupo Parlamentar da UNITA denunciou as precárias condições de saúde em que se encontram os dois activistas, e que irá visitar ainda esta semana.

O activista José Gomes Hata disse à DW África que "o pior já passou". Depois do Exército ter sido colocado nas ruas em "prontidão combativa", e depois de vários activistas terem sido detidos, parecer agora haver um "período de tréguas", afirmou Hata.


Comunicar erro
Restaurante

Comentários

Banner_Animado_Planalto_Studio