RCN12
Planalto Studio
Publicite

Primeiro Conselho de Ministros do segundo mandato do Presidente João Lourenço aprovou aumento dos salários dos militares e dos polícias

A primeira reunião do Conselho de Ministros do segundo mandato do Presidente João Lourenço aprovou o aumento de ordenados para os polícias e para os militares, tal como o Presidente tinha prometido no seu discurso inaugural.

Por Cisola Silva Pontes em 21/09/2022 às 07:09:32
DR/CIPRA

DR/CIPRA

Em nota da Presidência da República, temos que esta quarta-feira, dia 21 de Setembro, o Conselho de Ministros realizou a sua primeira reunião do novo mandato, uma reunião liderada pelo Presidente da República, João Lourenço.

O mesmo comunicado dá conta que "a primeira grande decisão tomada foi o incremento dos salários pagos aos efectivos das Forças Armadas Angolanas e da Polícia Nacional, cumprindo-se assim e de forma célere o anúncio feito pelo Chefe de Estado há menos de uma semana, no seu discurso de investidura na Praça da República".

E ficou a saber-se que os vencimentos dos membros das Forças Armadas e da Polícia Nacional foram aumentados, no essencial, em 6% - um aumento muito aquém do valor da inflação que, no país, anda pelos 20% - no entanto, o Conselho de Ministros aprovou "incrementos superiores", que podem ir até aumentos de 14% para os casos dos efectivos que auferiam salários abaixo do salário mínimo nacional.

"A aprovação hoje pelo Conselho de Ministros desta medida permite que os contemplados recebam desde agora (caso algum procedimento atrase, em Outubro) os seus salários reflectindo já os incrementos" com retroactivos referentes ao mês de Junho, ou seja, terão um acerto salarial que reflecte o aumento a partir do passado mês de Junho, antes das eleições.

Além do aumento dos salários, as Forças Armadas e a Polícia Nacional podem vir a contar com melhores condições nas suas instalações militares, sendo que o comunicado hoje divulgado fez questão de lembrar que esta é uma tarefa prioritária do novo Executivo.

Se é verdade que os polícias e os militares deram nota do seu descontentamento durante a campanha eleitoral, aguarda-se agora medidas para a restante população que também revelou o seu forte descontentamento para com o Governo liderado pelo Presidente João Lourenço e apoiado pelo MPLA.

Comunicar erro
Restaurante

Comentários

Banner_Animado_Planalto_Studio