RCN12
Planalto Studio
Publicite

Sindicato dos Professores do Ensino Superior atribui a culpa ao governo pelos fracassos de entendimento

Depois de tantas tentativas de negociações entre o sindicato dos Professores do Ensino Superior (SINPES) e Minist√©rio do Ensino Superior, as duas partes voltaram a fracassar na √ļltima quinta-feira, 28, por desacordo em relação aos prazos para o cumprimento do memorando de entendimento alcançado em 17 de Novembro de 2021.

Por Isaac Sócrates em 01/02/2022 às 09:43:23
Sindicato dos Professores do Ensino Superior atribui a culpa ao governo pelos fracassos de entendimento

Sindicato dos Professores do Ensino Superior atribui a culpa ao governo pelos fracassos de entendimento

O sindicato dos Professores do Ensino Superior (SINPES) atribuiu esta segunda-feira, 31, toda a responsabilidade ao Ministério da tutela e ao governo pelo iminente fracasso do ano lectivo, devido à greve por tempo indeterminado, retomada h√° duas semanas.

A greve dos professores universit√°rios est√° no incumprimento nas promessas da entidade patronal e que a interpolação de greves seria a decisão mais acertada dos professores.

Com base nos entendimentos alcançados em 2021, em que o Governo prometeu elevar o sal√°rio do professor catedr√°tico ao equivalente a cinco mil dólares e dois mil para o professor assistente estagi√°rio.

Entre outras reivindicações, os professores exigem o seguro de saúde, a melhoria das condições de trabalho, infra-estruturas para as instituições de ensino superior, a formação dos docentes e trabalhadores não docentes e um fundo de investigação científica e publicações.

Os docentes universit√°rios exigem também que os gestores das unidades org√Ęnicas sejam escolhidos por via das eleições, além do aumento salarial, assist√™ncia médica e medicamentosa dos docentes, a harmonização dos planos curriculares e a formação contínua dos professores.

A construção de cidades universit√°rias no país, a aposta na investigação científica e melhores condições dos laboratórios e bibliotecas completam os oito pontos do caderno reivindicativo dos professores universit√°rios.

Na actualidade, um professor catedr√°tico tem um sal√°rio de 400 mil kwanzas, muito aquém dos 500 dólares americanos.

Comunicar erro
Restaurante

Coment√°rios

Banner_Animado_Planalto_Studio