RCN12
Planalto Studio
Publicite

Autoridades australiana volta tirar visto ao tenista Djokovic e será deportado

O governo australiano voltou, esta sexta-feira, a retirar o visto a Novak depois deste ter admitido erros humano, nesta quarta-feira, e iniciou procedimentos para deportar o jogador, que até já tinha entrado no sorteio para o Open que começa segunda-feira.

Por Isaac Sócrates em 14/01/2022 às 08:02:24
Autoridades australiana volta tirar visto ao tenista Djokovic e será deportado

Autoridades australiana volta tirar visto ao tenista Djokovic e será deportado

O atleta poderá recorrer novamente ao tribunal federal, onde teve êxito ao primeiro cancelamento para poder entrar na Austrália.

O ministro da Imigração, Alex Hawke, manteve a mão firme que tem tido neste tipo de casos e ordenou a deportação do jogador, que entrou com um visto inicialmente recusado por não justificar adequadamente a isenção médica para não estar vacinado contra a Covid-19.

Djokovic chegou a Melbourne a 5 de janeiro alegando uma isenção médica que lhe permitiria jogar no Open da Austrália e defender o título, mas o visto foi cancelado e o jogador instalado num hotel de quarentena.

Segundo o jornal a Marca divulgou um comunicado de imprensa, da imigração estrangeiro da Austrália, informando que o sérvio perdeu, para já, o pulso com o Governo australiano , que dura há oito dias, e não poderá defender o seu título no primeiro 'Grand Slam' a partir desta próxima segunda-feira, 17 de janeiro.

Alex Hawke , ministro da imigração do país, encontrou evidências suficientes para deportar o melhor tenista do planeta, que cruzou a fronteira graças a uma isenção médica processada pela Tennis Austrália apoiada por um teste positivo para coronavírus em 16 de dezembro em Belgrado .

A pressão popular foi fundamental , pois nas pesquisas 83% dos cidadãos expressaram seu desejo de que Novak fosse expulso do país por não ter sido vacinado . E é um ano eleitoral na Austrália e os governantes não queriam um referendo nas arquibancadas de cada um de seus partidos.

De referir que se confirmar a deportação, o jogador poderá ficar proibido de voltar durante três anos.

Comunicar erro
Restaurante

Comentários

Banner_Animado_Planalto_Studio