RCN12
Planalto Studio
Publicite

Juízes do Tribunal Supremo apoderam-se das casas apreendidas pela PGR

Os juízes e procuradores angolanos a apropriam-se de cerca de 10% dos bens e patrimónios apreendidos aos antigos membros do regime pelo Serviço de Recuperação de Activos da Procuradoria-Geral da República (PGR), dando abertura para várias disputas no seio dos magistrados.

Por Divânia Nascimento em 10/01/2022 às 12:15:16
Juízes do Tribunal Supremo apoderam-se das casas apreendidas pela PGR

Juízes do Tribunal Supremo apoderam-se das casas apreendidas pela PGR

Segundo informa o Club K o Coordenador da comissão instaladora do Tribunal de Garantia, apoderou-se de uma residência no município do Talatona que foi confiscada pelas autoridades ao antigo ministro da comunicação social, Manuel António Rabelais.

Por sua vez, o Juiz da comarca, Isidro Gourgel, efectivo do gabinete do Presidente do Tribunal Supremo, há cerca de dois meses apropriou-se de uma casa pertencente ao antigo Director-Geral do INEA, Joaquim Sebastião, localizado no condomínio Vila Mar, mas, no entanto, a referida residência encontra-se fechada e sob protecção de guardas afectos ao Cofre Nacional de Justiça por conta da invasão e por falta de pagamentos das dividas referente as quotas do condomínio que o antigo proprietário não pagava.

Nas últimas semanas, os moradores do condomínio, constataram que o imóvel estava ocupado e por conta do não pagamento do condómino cortaram a água, com o intuito de forçar o proprietário a regularizar a sua situação.

No entanto, o juiz Isidro Gourgel, ocupante do imóvel, dirigiu-se a uma esquadra da polícia, onde teceu o seu descontentamento devido ao corte da água, porém, os moradores, denunciam efectivamente ao Cofre Nacional de Justiça e a PGR, alegando que o imóvel havia sido ocupado por um intruso, salientando ainda que o conflito e a resistência causada em torno dessas divergências levou ao despejo do juiz.

No mesmo condomínio, um outro Juiz do Tribunal Supremo, Daniel Modesto Geraldes, além das outras três residências que já possui, concretamente no condómino Jardim de Rosas, no Benfica e a última no Boavida, reteve igualmente uma das casas, também pertencente a Joaquim Sebastião.

Comunicar erro
Restaurante

Comentários

Banner_Animado_Planalto_Studio